terça-feira, maio 21, 2024
InícioDestaqueVeja as regras para visitar os cemitérios de Mafra neste Dia de...

Veja as regras para visitar os cemitérios de Mafra neste Dia de Finados

- Advertisement -

Tradicionalmente o feriado de finados causa aglomerações nos cemitérios de Mafra e principalmente no entorno do municipal. Tendo em vista a pandemia causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), a Prefeitura de Mafra está tomando as medidas sanitárias necessárias para evitar o contágio durante este período, seguindo as orientações da Nota Técnica nº. 035/2020 – DIVS/DIVE/SUVS/SES/SC.

No sábado, 31 de outubro, no dia 1º de novembro (domingo) e no Dia de Finados (2 de novembro – segunda-feira) o Cemitério Municipal  estará aberto para visitação com horário das 7 às 19 horas. Este horário estendido visa distribuir o fluxo de visitantes durante os três dias, evitando o agrupamento de pessoas em um mesmo dia e local. Vale destacar que o tempo de permanência dos visitantes deve ser o mínimo possível, sempre evitando as aglomerações, sendo recomendado o prazo máximo de 45 minutos para visitação, com o uso de máscara sendo obrigatório.

Trânsito

Informa-se ainda que o trânsito será modificado nas vias de acesso ao Cemitério Municipal, sendo realizado da seguinte forma:

– Dias 31/10 e 01/11 – as ruas terão liberação parcial com sinalização de cones, seguindo na Praça Rio Branco será interrompido o trânsito em direção a Rua Ingrácio José Corrêa. E para quem vem do Bairro Restinga, direção à Vila Ivete, terá que virar à direita na Rua Independência e após a esquerda para a Rua João Kuss.

– Dia 02/11 – será proibido o trânsito na Rua Ingrácio José Correa, no trecho próximo à esquina da Rua Santa Cruz até a Capela Mortuária esquina com a Rua Independência. No trecho da esquina da Capela Mortuária, pede-se atenção especial aos motoristas nestes dias.

Combate ao coronavírus

Mafra (Planalto Norte) encontra-se com risco potencial grave, portanto, recomenda-se que pessoas do grupo de risco (idosos, grávidas, lactantes e portadores de doenças crônicas), além de crianças menores de 12 anos devem evitar a circulação ou locais com aglomeração de pessoas.

Além disso, deve-se fazer:

• o uso obrigatório de máscara durante toda permanência no cemitério;

• não tocar os olhos, o nariz ou a boca com as mãos se não estiverem lavadas com água e sabão ou higienizadas com álcool em gel a 70%;

• manter o distanciamento mínimo de 1,5 m;

• levar sua própria garrafa de água, além do álcool em gel a 70%;

• evitar o toque em pessoas, objetos ou superfícies;

• escolher horários onde sabidamente o fluxo de pessoas é menor; usar a “etiqueta” respiratória ao tossir ou espirrar, protegendo o nariz e a boca com lenço ou papel descartável, ou ainda com o braço, nunca com as mãos;

• higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel a 70% após tossir ou espirrar.

 Prevenção contra Dengue

No Cemitério há placas orientativas lembrando a importância da prevenção contra a dengue, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Para prevenção da dengue é preciso evitar o nascimento do mosquito, já que não existem vacinas ou medicamentos que combatam a contaminação. Para isso é preciso eliminar os lugares que eles escolhem para a reprodução. Siga estas dicas:

• utilizar sempre vasos/recipientes com furos que permitam a vazão da água, mesmo que as flores sejam artificiais;

• manter o nível de areia até a borda evitando o acúmulo de água;

• dê preferência às flores artificiais. Nesse caso, ao invés de areia, podem ser utilizadas pedras, que facilitam o escoamento da água. Lembrar sempre de utilizar um recipiente furado;

• retirar o invólucro de celofane, que embrulha o vaso ou buquê, que, por ser impermeável, favorece o acúmulo de água;

• eliminar pratos e ‘cachepots’, que também propiciam a deposição de água;

• ao optar por ramos de flores naturais, as mesmas deverão ser colocadas diretamente na areia presente nos vasos, que deverá estar umedecida.

Vale lembrar que diariamente equipe de manutenção do cemitério procura evitar os focos criadouros de mosquitos descartando flores e plantas podres e removendo água acumulada nos pratos dos vasos.

Da redação com informações da assessoria

Últimas Notícias