quarta-feira, abril 17, 2024
InícioDestaqueSábado foi Dia D de combate à dengue em Mafra

Sábado foi Dia D de combate à dengue em Mafra

- Advertisement -

1º caso autóctone (que se origina da região onde é encontrado) foi registrado na Vila Solidariedade (Vila das Flores), em paciente jovem, nesta segunda, 04 de março. É o 2º da região do Planalto Norte

Com objetivo de prevenir a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chicungunya e zika,  doenças chamadas de arboviroses, a Secretaria de Saúde de Mafra realizou no último sábado, 02 de março, um evento de conscientização na praça Lauro Müller, Alto de Mafra, das 8 às 11 horas.

Na ação, foram distribuídos panfletos com orientações para prevenção, a fim de conscientizar os munícipes sobre os riscos da dengue e formas de evitar os criadouros.

Foto: PMM

De acordo com o secretário da pasta, Plínio Saldanha, essa operação se alia às ações cotidianas de combate aos focos do mosquito tomadas pela secretaria e busca trazer à comunidade para esse mesmo objetivo. “Nós estamos fazendo nossa parte com nossas equipes. Temos 250 pontos de monitoramento, quatro agentes de controle de endemias e 100 agentes comunitárias de saúde trabalhando continuamente no combate à dengue”, pontuou o secretário.

1º caso em Mafra

A Secretaria Municipal da Saúde/Vigilância em Saúde divulga periodicamente o boletim da situação da dengue e outras arboviroses. Até o dia 1º de março, não havia detecção de qualquer caso autóctone (que se origina da região onde é encontrado).

Foto: PMM

Porém, nesta segunda-feira (4), foi registrado o primeiro caso oriundo de Mafra e o segundo autóctone da região do Planalto Norte, numa paciente jovem, na Vila Solidariedade (Vila das Flores). Com essa deteção, a secretaria reafirma que a prevenção ainda é a melhor forma de evitar a proliferação do mosquito. “Nós estamos fazendo a nossa parte. Faça você também a sua. Juntos vamos eliminar a dengue do nosso município”, concluiu Plínio.

Tire 10 minutos por semana e ajude a eliminar os focos do mosquito

– evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usá-los, coloque areia até a borda;

– guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;

– mantenha lixeiras tampadas;

– deixe os depósitos d’água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;

– trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;

– mantenha ralos fechados e desentupidos;

– lave com escova os potes de comida e de água dos animais no mínimo uma vez por semana;

– retire a água acumulada em lajes;

– dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em banheiros pouco usados;

– mantenha fechada a tampa do vaso sanitário;

– evite acumular entulho, pois ele pode se tornar local de foco do mosquito da dengue;

– denuncie a existência de possíveis focos de Aedes aegypti para a Secretaria Municipal de Saúde;

– caso apresente sintomas de dengue, chikungunya ou zika vírus, procure uma unidade de saúde para o atendimento.

Boletim da dengue e outras arboviroses

BOLETIM DA SITUAÇÃO DA DENGUE EM MAFRA – 01/01 a 04/03/24
Notificações realizadas (casos suspeitos) 45
Casos confirmados: Bairros:

Vila Ferroviária: (04),
Centro Baixada: (03),
Centro Alto: (01),
Vista Alegre: (02),
Vila Nova: (1),
Vila Solidariedade: (1)

11*

+1(Caso autóctone)

Total: 12

Permanecem em investigação (casos suspeitos) 08
Focos – Buenos Aires (1); Faxinal (1); Centro (2); Restinga (1); Vila Nova (1) 06
CLASSIFICAÇÃO ESTADUAL Município não infestado

(*) Casos confirmados com histórico de viagem para fora do município.
(Caso autóctone): Paciente positivo para dengue sem histórico de viagem para fora do município no período de 15 dias antes do início dos sintomas.
Fonte: Secretaria Municipal da Saúde/Vigilância em Saúde

BOLETIM DA SITUAÇÃO DA CHIKUNGUNYA EM MAFRA – 01/01 a 04/03/24
Notificações realizadas (casos suspeitos) 09
Em investigação 01
Resultados negativos 08
BOLETIM DA SITUAÇÃO DA ZIKA EM MAFRA – 01/01 a 04/03/24
Notificações realizadas (casos suspeitos) 05
Em investigação 01
Resultados negativos 04

Fonte: Secretaria Municipal da Saúde/Vigilância em Saúde

Sobre a Dengue

Dengue é uma doença infecciosa febril causada por um arbovírus, sendo um dos principais problemas de saúde pública no mundo. Ela é transmitida pela picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti infectado. Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (39° a 40° C) de início abrupto, que tem duração de 2 a 7 dias, associada à dor de cabeça, fraqueza, a dores no corpo, nas articulações e no fundo dos olhos. Manchas pelo corpo estão presentes em 50% dos casos. Perda de apetite, náuseas e vômitos também podem estar presentes.

Informações

Em caso de urgências, procurar a UPA 24 horas. Outras informações podem ser obtidas junto à Vigilância Epidemiológica de Mafra pelo telefone: 47 99173-3158.

Denúncias

 na Ouvidoria da Prefeitura de Mafra pelo telefone 47 3641-4067 o via WhatsApp 47 99206-5116.

Últimas Notícias