quarta-feira, julho 17, 2024
InícioCulturaLivro do Inventário do Patrimônio Cultural dos Imóveis de Rio Negro é...

Livro do Inventário do Patrimônio Cultural dos Imóveis de Rio Negro é lançado

- Advertisement -

Atualmente 74 imóveis particulares da área urbana já passaram pelo processo de preservação de memória, segundo a prefeitura

Na noite desta quarta-feira foi realizada a solenidade especial de lançamento da primeira edição do livro do Inventário do Patrimônio Cultural dos Imóveis de Rio Negro, que mostra os detalhes do projeto com a apresentação dos imóveis históricos e culturais sob a responsabilidade do Município de Rio Negro.

O evento ocorreu no Centro Municipal de Cultura Agostinho Paizani Filho com a presença da população em geral, membros do Conselho Municipal de Políticas Culturais, veículos de imprensa, apoiadores e de autoridades locais, regionais e estaduais, como a secretária de estado da cultura, Luciana Casagrande Pereira.

Foto: PMRN

A iniciativa do projeto é da Prefeitura de Rio Negro, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, e do Conselho Municipal de Políticas Culturais. Diversos profissionais de diferentes áreas de atuação colaboraram para o desenvolvimento do livro que possui 72 páginas.

O lançamento do livro é a concretização da primeira etapa do projeto de Inventário do Patrimônio Cultural dos Imóveis de Rio Negro. Durante o evento foi apresentado ao público como ocorreu o desenvolvimento deste importante projeto, que teve seu início com a publicação da Lei nº 2765/2017 com o objetivo de preservar a memória histórica dos imóveis antigos que compõem o município.

Durante o desenvolvimento também foi realizado um levantamento e catalogação dos imóveis históricos particulares, sem gerar custos financeiros aos proprietários. O projeto é bastante importante para registrar, principalmente, a história dos imóveis que não podem ser tombados fisicamente e que um dia podem, eventualmente, ser desmanchados ou reformados por vontade e/ou necessidade do proprietário.

O projeto foi desenvolvido por meio de pesquisa histórica, arquitetônica, artística, sociológica e paisagista. Os resultados dos trabalhos de pesquisa foram registrados em formulários padronizados, onde há todas as informações do imóvel. Uma equipe técnica foi até o imóvel, tirou fotos, fez a planta baixa, conversou com o proprietário sobre todo o histórico do local e coletou todas as informações disponíveis. Atualmente 74 imóveis particulares da área urbana de Rio Negro já passaram pelo processo de preservação da memória e em breve todos os registros serão disponibilizados ao público.

A idealização do projeto, até tornar-se lei municipal e sua aplicação pelos anos seguintes, contou com a importante participação e determinação de três pessoas em especial, as quais foram homenageadas durante o evento com o certificado “Honra a quem tem honra”. São elas:

  • Karen Rosane Brunken Flores, que atuou como diretora de cultura frente ao projeto do Inventário Cultural do Patrimônio dos Imóveis de Rio Negro, sendo uma das principais idealizadoras e entusiastas do projeto.
  • Patricia Finamori de Souza Koschinski, assessora jurídica, que atuou no desenvolvimento da legislação municipal que concretizou o lançamento do projeto no município.
  • Pedro Henrique Borneman Silveira, arquiteto e presidente do Conselho de Políticas Culturais nos anos de 2017 a 2021, importante ator no desenvolvimento e contribuição para o projeto.

Após o encerrando da solenidade todos os presentes puderam conhecer o livro, participar de um coquetel e ainda prestigiar um show musical acústico da banda J. Brothers.

O livro já está disponível para leitura na Biblioteca Pública Professor Venceslau Muniz, situada na R. Dr. Getúlio Vargas, 680. As unidades escolares do município também terão exemplares do livro. Além disso, o livro estará disponível no formato digital no portal da Prefeitura: www.rionegro.pr.gov.br

Últimas Notícias