quarta-feira, abril 17, 2024
InícioSaúdeGoverno garante vacina para forças de segurança e servidores do sistema prisional...

Governo garante vacina para forças de segurança e servidores do sistema prisional e socioeducativo de SC

- Advertisement -

O Governo do Estado confirmou que todo o efetivo das forças de segurança e servidores do sistema prisional e socioeducativo de Santa Catarina serão vacinados contra a Covid-19.

“As forças de segurança estão na linha de frente desde o início da pandemia, fazendo um trabalho essencial, que é orientar e fiscalizar. Com a chegada das novas doses nesta semana, poderemos vacinar todos os profissionais, garantindo a saúde de todo o efetivo”, ressaltou o governador Carlos Moisés.

“Seguimos comprometidos para ampliar a vacinação de toda a população catarinense”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, André Motta.

“Desde o início da vacinação contra a Covid-19, não poupamos esforços para lutar por aqueles que também estão na linha de frente. Fomos a Brasília, conseguimos incluí-los no primeiro grupo e, agora, conquistamos a autorização para a vacinação de todos, que diariamente trabalham pela segurança do povo catarinense”, afirmou o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial, coronel BM Charles Alexandre Vieira.

Seguindo a ampliação dos grupos prioritários, os profissionais que atuam no sistema prisional e socioeducativo, incluindo as unidades e sedes administrativas, também serão todos vacinados a partir desta quinta-feira, 27.

“É importante a adesão de todos neste momento crucial. Apenas a vacina será capaz de conter o avanço da pandemia”, observou o secretário de Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima.

Os servidores deverão observar os locais e horários de vacinação de acordo com as regras dos municípios onde estão lotados em suas funções. Para receber a imunização, o servidor deve procurar o local de imunização na cidade onde está atuando com documento comprovando o vínculo.

A vacinação de apenados e adolescentes em conflito com a lei, que não se enquadraram anteriormente nos critérios de idade e comorbidades, também começa nesta quinta-feira, 27, de acordo com o Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde.

Por Assessoria de Comunicação

Últimas Notícias