Seara vai construir fábricas de ração e premix em Itaiópolis

Indústria já obteve as licenças ambientais e vai investir R$ 183 milhões na cidade

O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) emitiu a Licença Ambiental de Instalação (LAI) para que a empresa da Seara Alimentos construa uma fábrica de ração e uma de premix no município de Itaiópolis. Serão investidos pela empresa R$183 milhões para consolidar os dois empreendimentos na cidade. Além disso, está prevista a geração de 70 novas vagas de empregos diretos e outras 260 vagas indiretas com a construção das duas unidades.

A LAI foi emitida pela Coordenadoria de Desenvolvimento Ambiental de Mafra, e é a segunda de três licenças ambientais obrigatórias, que autorizam o início das obras. Para o presidente do IMA, Daniel Vinicius Netto, a emissão da licença significa mais um avanço para o desenvolvimento social, econômico e sustentável do Estado, além de refletir o compromisso do órgão em viabilizar processos ambientais importantes que tramitam no IMA.

“Tratam-se de atividades comprometidas com programas de controle ambiental e que contribuirão diretamente para o desenvolvimento da região sendo mais um resultado positivo que reflete o trabalho da gestão para viabilizar com transparência, agilidade e responsabilidade técnica os processos de licenciamento no Estado”, reforça Daniel.

Para o secretário do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon, cada novo empreendimento no estado representa novos empregos e oportunidades nas cidades. “O Governo de Santa Catarina apoia novos empreendimentos que trazem desenvolvimento sustentável e emprego para as regiões. Por meio de uma atuação conjunta recebe e dá todo apoio e incentivo necessário tanto para novos projetos como para ampliação de outros”, avalia.

Dentre os programas ambientais que serão implementados pela empresa estão: programas de Controle Ambiental da Obra; de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil; de Educação Ambiental e Comunicação Social; de Gerenciamento de Resíduos Sólidos; de Monitoramento de Emissões Atmosféricas, entre outros.

 

Por Assessoria de Comunicação

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.